Fale Conosco
Área Acadêmica
Política de Ensino

POLITICA DE ENSINO DA GRADUAÇÃO

As principais diretrizes da Política de Ensino da Faculdade de Tecnologia do SENAI são:

- Ensino modular; 
- Avaliação baseada em competências; 
- Integração entre teoria e prática por meio de estudos de casos; 
- Integração com a Pesquisa Tecnológica e a Extensão; 
- Utilização de Projeto Integrador visando à interdisciplinaridade e a integração dos temas abordados nos módulos; 
- Capacitação continuada dos docentes na metodologia de formação com base em competência do SENAI.

POLITICA DE ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO (Lato Sensu)

Os cursos de especialização em nível de pós-graduação lato sensu, disponibilizados pela Faculdade de Tecnologia SENAI, são voltados às expectativas de aprimoramento profissional e possuem caráter de educação continuada, direcionada às áreas tecnológicas dos profissionais inseridos no mercado de trabalho do setor industrial.

A estruturação pedagógica dos cursos e a Política Institucional para a Pós-Graduação da Faculdade de Tecnologia visam atender a todas as exigências da Resolução CNE/CES nº 1, DE 06 DE ABRIL DE 2018. Desse modo, os cursos de especialização têm um formato semelhante ao dos cursos tecnológicos ofertados pela Instituição, com aulas, seminários, conferências, cases e trabalhos integradores de pesquisa sobre temas afins. Os procedimentos pedagógicos, conteúdos, avaliação e demais requisitos são abordados no projeto pedagógico do curso, aprovado pelo Conselho Superior da Faculdade de Tecnologia SENAI.

As principais diretrizes da Política Institucional para a Pós-Graduação lato sensu da Faculdade de Tecnologia do SENAI são:

- Ensino modular; 
- Carga horária mínima de 360 horas;
- Aberto apenas a candidatos com o Ensino Superior completo; 
- Corpo docente constituído por professores especialistas ou de reconhecida capacidade técnico-profissional, com pelo menos 50% do quadro docente portador de título de mestre ou doutor, obtido em programas reconhecidos pelo MEC;
- Avaliação baseada em competências; 
- Integração entre teoria e prática por meio de estudos de casos; 
- Integração com a Pesquisa Tecnológica e a Extensão; 
- Capacitação continuada dos docentes na metodologia de formação com base em competência do SENAI.